20/05/2018 20h18

EUA e China interrompem tarifas sobre importações

Ambos países assinaram acordo para reduzir o déficit comercial americano

G1

Os Estados Unidos e a China suspenderam temporariamente as tarifas sobre importações entre os países, informou neste domingo (20) o secretário americano do Tesouro, Steven Mnuchin. O anúncio ocorre após as duas potências anunciarem, na véspera, um acordo para reduzir o déficit comercial entre elas, por meio do qual a China se comprometeu a aumentar “consideralmente” a compra de produtos americanos.

O vice-presidente chinês, Liu He, havia dito anteriormente que “as duas partes chegaram a um consenso de não se envolver em uma guerra comercial e aumentar os respectivos direitos de alfândega”, segundo a agência de notícias oficial Xinhua.

Steven Mnuchin assinalou, no entanto, que se a China não cumprir os compromissos, o presidente dos Estados Unidos “sempre pode decidir voltar a impor” as tarifas.

Washington e Pequim anunciaram no sábado (19) que chegaram a um consenso para reduzir drasticamente o déficit comercial americano. Para conseguir isso, o gigante asiático se comprometeu a aumentar “consideravelmente” suas compras de produtos americanos, como commodities agrícolas e de energia .

O anúncio, feito após intensas negociações nesta semana, fecha um mês de tensões entre as duas potências. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou a dizer que a relação comercial desequilibrada constitui um perigo para o seu país.