02/08/2016 12h49

Dia dos Pais: 57% dos maceioenses devem presentear

Entre os itens mais procurados para os pais estão vestuário, calçados, perfumaria e artigos esportivos

Expectativa de boas vendas no comércio maceioense com a chegada do Dia dos Pais

Dos 500 entrevistados abordados em Maceió pelo Instituto Fecomércio de Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento de Alagoas (IFEPD), 57% afirmaram que pretendem presentear no Dia dos Pais. O levantamento aponta que dos 42% dos entrevistados que não irão comprar na data comemorativa tem como razão o fato de não terem a quem presentear (58,7%), 12,5% admitiram que estão mais cautelosos em decorrência da economia e optaram por não consumir e 7,1% afirmaram estar endividados.

Segundo a pesquisa, os itens mais procurados pelos filhos para presentear será vestuário (53,6%), calçados (11,3%), perfumes (10,5%), material esportivo (5,4%), entre outros. A principal forma de pagamento adotada pelos consumidores será a vista/dinheiro (38,6%), cartão de crédito/parcelado (24,09%), a vista/cartão de débito (20,4%), cartão de crédito/rotativo (15,3%) e carnê/crediário (1,4%).

A maioria dos entrevistados (49,6%) pretende gastar com o presente do Dias dos Pais entre R$ 51 e R$ 100. Já 13,5% deve comprar um presente entre R$ 101 a R$ 150. Outros 9,4% deverão consumir entre R$ 151 a R$ 200. Conforme a pesquisa, a média dos presentes corresponde a R$ 157,79.

Quanto ao local preferido para fazer as compras do Dia dos Pais, os entrevistados afirmaram que será os shoppings (78,4%), supermercados (10,9%), centro de Maceió (6,9%). Para 21,2% dos entrevistados, o principal motivo que os levam a entrar em uma loja é o preço. Outros motivos também são considerados, como: conforto (20,14%), qualidade dos produtos (16,1%), promoções (8,6%), entre outros.

O Instituto Fecomércio abordou ainda se os entrevistados pretendem e como vão comemorar a data. A maioria, representada por 71%, vai comemorar, sendo em casa para 37,8%; na casa dos pais, 24,9%; em restaurantes, 20,1%; e na casa de parentes, 13,4%.

PERFIL

Do total de entrevistados pelo Instituto Fecomércio, 57% são do sexo feminino. Quanto à idade, 38% têm entre 25 e 34 anos; 25,6%, entre 35 a 44 anos; 24,4% tem idade entre 18 e 24 anos e 12% acima de 45 anos. Em relação ao grau de escolaridade, 53,6% dos entrevistados possuem o Ensino Médio; 32%, nível superior ou incompleto. No que se refere a renda dos entrevistados, a maioria possui renda entre dois e cinco salários mínimos (64,8%) e 22,7% recebem até dois salários mínimos.

A pesquisa do IFEPD foi realizada no período de 25 a 27 de julho de 2016, em ambientes de consumo de grande circulação. A técnica utilizada foi de pesquisa quantitativa por amostragem. A técnica de coleta de dados foi a de entrevista pessoal individual aplicada com base em questionário estruturado desenvolvido pelo núcleo de pesquisa do IFEPD/AL.

O Dia dos Pais é considerado a terceira melhor data do ano para vendas do varejo. No Brasil, a data deverá movimentar pelo menos R$ 5,6 bilhões. “Mesmo diante de um cenário de lentidão econômica, as variáveis econômicas vêm projetando desde maio uma melhora nos níveis de consumo de bens duráveis e uma reversão nos altos níveis de endividamentos das famílias brasileiras”, afirmou o assessor econômico da Fecomércio, Felippe Rocha, que coordena a pesquisa. Ele alertou ainda que este ano, a intenção de compra para o Dia dos Namorados foi superior ao Dia dos Pais, com 59%. Já o Dia das Mães, como acontece rotineiramente, também foi superior com 77%.

A pesquisa completa está disponível no endereço www.fecomercio-al.com.br.

TAGS:

Deixe o seu comentário