12/02/2019 10h52

BNB amplia financiamentos a mini e pequenos produtores rurais e eleva custeio no semiárido

Aplicação de R$ 51 milhões com o segmento representou aumento de 4% em relação a 2018

BNB tem buscado incentivar o agricultor da região do semiárido

Os mini e pequenos produtores rurais de Alagoas contrataram com o Banco do Nordeste mais de R$ 51 milhões em financiamentos destinados à agricultura e pecuária, no ano passado. O valor representa 4% de incremento em relação ao volume financiado em 2017, sendo que as operações voltadas ao custeio cresceram 42,7% e as realizadas no Semiárido 38%, no mesmo período.

O valor engloba 443 contratos formalizados no período. Para o gerente de negócios do BNB José dos Santos Melo houve expressivo aumento da participação do crédito destinado a custeio. “Em 2017, do total de recursos financiados aos mini e pequenos produtores rurais, 37% foram utilizados para o custeio agropecuário.  Ano passado, essa participação subiu para 51% de todo o crédito ao segmento. São operações importantes porque viabilizam a atividade do cliente, na medida em que os valores são aplicados em insumos, compra de ração, de vacinas, plantio, entre outros itens, além de permitir facilidade no acesso ao crédito, com a renovação automática por cinco anos”, avalia.

O crescimento das contratações no Semiárido do Estado também chamou a atenção do gestor. “Trata-se de região mais carente, em que o crédito que estimula a produção é essencial, principalmente para esse público dos pequeno e mini produtores rurais”, ressalta.

Distribuição

Entre os produtores que mais demandaram pelo crédito, nesse segmento, a maior parte foi da região atendida pela agência de Penedo, responsável por um total de cerca de R$ 9 milhões. Nesses municípios, o crescimento por esse tipo de financiamento foi de 27,8%, em comparação com 2017.

Também houve contratações volumosas nos municípios atendidos pelas agências de Palmeira dos Índios, Viçosa e Arapiraca. Em relação ao financiado em 2017, alcançou incremento expressivo o valor aplicado pela unidade de Viçosa, no segmento, que foi de 192%.

TAGS:

Deixe o seu comentário